Canal da Saúde
   
 
 
 
 
Not?cia - Enxaqueca: conheça sintomas, causas e tratamentos SELEÇÕES
Enxaqueca: conheça sintomas, causas e tratamentos

Já sentiu uma dor de cabeça muito forte? Você provavelmente deve ter pensado que não era nada além de uma dor resultante de um dia difícil. No entanto, pode ser um problema mais grave: a enxaqueca, que chega a ser incapacitante em alguns casos.

Por esse motivo, montamos uma guia que vai ajudar você a identificá-la no primeiro momento. Descubra quais são os sintomas da enxaqueca e o que fazer para preveni-la. E, se a dor se instalar, saiba quais quais são os remédios podem aliviar a crise.

Para ter o diagnóstico correto dos seus sintomas e fazer um tratamento eficaz e seguro, procure orientações de um médico ou farmacêutico.

A dilatação dos vasos sanguíneos, bem como a tensão nos músculos da cabeça e do pescoço são as causas mais comuns de dor de cabeça. Uma crise de enxaqueca – uma dor de cabeça mais forte e acompanhada por sintomas como náusea – pode ser deflagrada por vários gatilhos.

Segundo pesquisas, a enxaqueca afeta as mulheres com mais frequência: os episódios costumam acontecer com 1 em 6 mulheres contra 1 em 16 homens. Mas a metade das pessoas que sofrem com o problema não entende o que está por trás dessa dor de cabeça debilitante. Como resultado, acabam deixando de adotar estratégias que poderiam interromper as crises ou até mesmo evitá-las.

Quais os sintomas da enxaqueca?

- Dor intensa e pulsátil; primeiro próximo ao olho e, em seguida, espalhando-se por um ou ambos os lados da cabeça.

- Náuseas e vômitos.

- Aversão dolorosa à luz e ao som.

- Perda de apetite.

Os sinais de alerta iniciais incluem: distúrbios visuais (luzes piscando, linhas onduladas) chamados aura*; sensações de formigamento, tontura e zumbido nos ouvidos; suores, calafrios, cansaço; inchaço no rosto; e irritabilidade.

Quais as principais causas da enxaqueca?

Desconhece-se a causa básica exata da enxaqueca. Uma das teorias existentes é a de que seja desencadeada por um espasmo das artérias que irrigam o cérebro. Alguns pesquisadores acreditam que níveis baixos da substância cerebral serotonina provoquem constrição e alargamento anormais dos vasos sanguíneos.

Diversos agentes podem precipitar uma crise nas pessoas suscetíveis à enxaqueca. Nestes, incluem-se determinados alimentos, estresse, falta de sono, mudanças no tempo, luz intensa, flutuações nos níveis de açúcar no sangue, problemas de fígado, dor de dente, oscilações hormonais do ciclo menstrual ou associadas ao uso de anticoncepcionais, substâncias químicas do ambiente ou exposição à fumaça de cigarro. As enxaquecas ocorrem em membros de uma mesma família, e as mulheres têm mais suscetibilidade do que os homens.

Além disso, enxaquecas com auras aumentam consideravelmente o risco de problemas cardiovasculares, segundo estudos.

* Algumas pessoas podem apresentar um sintoma chamado de aura logo antes de a dor começar. As auras podem ser identificadas como luzes piscantes (escotomas cintilantes), pontos cegos, formigamento nos braços ou nas pernas ou uma sensação de extrema fraqueza.

Como os suplementos podem ajudar

Os suplementos são úteis para prevenir enxaquecas e podem ser usados no lugar de medicamentos vendidos com receita. Se a enxaqueca já tiver se instalado, pode ser necessário recorrer aos remédios vendidos sob prescrição médica.

Recomendação de suplementos

Se você tem algum problema de saúde, converse com seu médico antes de tomar suplementos.

Evite o que desencadeia a sua enxaqueca

Certos alimentos e medicamentos, além de estresse ou alterações no padrão do sono, tabagismo e outros fatores podem desencadear a enxaqueca. Os motivos variam de pessoa para pessoa. Manter um diário da dor pode ajudar a determinar os seus.

Anote em que circunstância você sente dor e que remédio você toma, o que você comeu e bebeu e quais os sintomas da enxaqueca que surgiram após algumas dessas atitudes. Dessa forma, você saberá o que a causou e pode evitar futuros episódios.

A enxaqueca já se instalou? Veja os principais remédios

● Aqueça os pés para arrefecer a dor.

Uma dica da naturopatia para aliviar a dor de cabeça é mergulhar os pés em uma bacia com água morna. Acredita-se que isso cause a dilatação dos vasos sanguíneos dos pés e desvie o sangue da cabeça, o que alivia a dor.

● Beba café forte...

Uma xícara de café forte pode proporcionar alívio imediato, pois a cafeína reduz a dilatação dos vasos sanguíneos, causa importante de dor de cabeça. Por isso alguns analgésicos contêm cafeína.

● ...mas não interrompa subitamente o consumo se você costuma beber café; a abstinência de cafeína pode causar dor de cabeça porque provoca a dilatação de rebote dos vasos sanguíneos. O remédio mais simples é o café, mas a diminuição gradual da ingestão de cafeína é a melhor solução a longo prazo.

● Emagreça para vencer a enxaqueca.

Se você tem enxaqueca e excesso de peso, procure emagrecer – talvez você acabe por se libertar da enxaqueca também. Um estudo americano constatou que as pessoas com grande sobrepeso submetidas a cirurgia de redução do estômago notaram diminuição drástica do número de crises de enxaqueca depois de seis meses. As pesquisas continuam para verificar se o emagrecimento menos extremo de pessoas que não estejam tão acima do peso tem impacto semelhante. Portanto, não há por que esperar por esses resultados; a eliminação do excesso de peso tem muitos outros benefícios.